Como realizar o controle financeiro para pequenas empresas

Manter um bom controle financeiro dentro de uma pequena empresa pode ser diferente da complexidade necessária para grandes negócios, mas continua sendo fundamental. É só a partir de um planejamento de despesas e investimentos que se garante o equilíbrio de caixa para eventuais surpresas.

Para pequenos comércios ou até vendedores ambulantes, algumas práticas simples já podem fazer toda a diferença para o crescimento sustentável de seu negócio. A seguir você vai ver algumas orientações de controle financeiro para pequenas empresas para começar a aplicar na sua.

Não misture finanças pessoais com o seu negócio

É comum que, pessoas que trabalham de forma independente ou que ainda possuem poucos funcionários em seu negócio, misturem as rendas e dívidas da empresa com as pessoais. Esse é um dos erros mais graves e o que impossibilita todos os outros passos de um controle financeiro adequado. Saber a real situação de sua empresa, independentemente de outras fontes de renda é necessário para analisar seu negócio e começar a trabalhar a favor dele.

Coloque tudo na ponta do lápis

Tire um dia para anotar a situação de todos os setores financeiros da empresa: receitas, custos, estruturas, dívidas de curto, médio e longo prazo. Com uma visão completa do que vai e do que volta na empresa já vai dar para ter uma noção bem mais clara de onde estão as despesas desnecessárias e começar a pensar em oportunidades de investimento de acordo com a situação do mercado.

Crie um método prático para registro das finanças

Essa primeira tarde reservada para o planejamento financeiro não será a única. É preciso começar a registrar as movimentações financeiras adequadamente. Estabeleça como meta o registro de entradas e saídas de fluxo sempre no momento em que elas acontecerem. Esse é o jeito mais fácil de gerir o dinheiro sem se perder no meio do caminho e de compreender a evolução do seu caixa.

Organize seus pagamentos

Depois de ter todos os custos bem anotados, organize uma data fixa para realizar todos os pagamentos: fornecedores, estrutura, energia, manutenção e o que mais for necessário. Colocar tudo isso em ordem vai te ajudar a não criar dívidas e planejar gastos de forma controlada para o resto do mês.

Projete para o futuro

As pequenas decisões que você toma hoje em seu pequeno negócio serão decisivas para o futuro. Organizar o controle financeiro também diz respeito à isso: aproveitar investimentos, fazer projeções de longo prazo e realizar melhorias em sua empresa. Com um mercado altamente competitivo, não dá para ficar parado. Faça seu dinheiro rodar pelos bons motivos e você vai ver o potencial que isso terá para crescer em alguns anos.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *