5 tendências do varejo para sair na frente em 2018

Estamos nos últimos meses do ano e desde já é importante estar atento para as tendências do varejo daqui para a frente. Apesar do momento político instável, o cenário no varejo é de otimismo. Durante o Latam Retail Show 2017, realizado entre os dias 29 e 31 de agosto, em São Paulo, foi realizada uma pesquisa que comprovou esse otimismo.

Em pesquisa feita com 700 congressistas, de 20 estados brasileiros, entre eles 31% proprietários, acionistas ou CEOs, 15% VPs ou diretores e outros 26% de gerentes das empresas mais importantes do país, 10% esperam continuar crescendo entre 2017 e 2018.

Os entrevistados afirmaram que esperam contratar mais em 2018 (75%). O cenário de contratação aponta um aumento de 42% em 2017 e uma expectativa de ampliação do mercado de trabalho da ordem de 75% no próximo ano.

Ao lado desse cenário, estão as expectativas de ações que podem beneficiar o mercado em 2018. Aqui seguem cinco delas para ficar de olho e começar a se preparar para investir e lucrar.

Personalização do atendimento

Não é o primeiro ano em que o atendimento mais personalizado entra na lista das tendências fortes para o varejo. Tendo acesso a dados relevantes e adotando boas ferramentas, como os sistemas de CRM, é possível definir públicos específicos com os quais sua loja deve lidar. Você também usar essas informações para melhorar o pós-venda, entendendo os problemas e as demandas dos clientes para propor soluções mais eficientes.

A partir daí, basta direcionar suas ações de marketing para fidelizar o perfil que mais compra com você. Além disso, identificar perfis que ainda não são o público de sua loja para acrescentar novos produtos que conversem com seu negócio é essencial para continuar crescendo.

Integração de loja física e virtual

A união de loja física e virtual deixou de ser papel somente dos grandes varejistas. Em 2018, ela precisa estar entre os pequenos e médios empresários, desde que entendam que as 2 frentes precisam ser sincronizadas. Para garantir uma integração mais fluida é importante padronizar processos internos a fim de garantir que todas as equipes sigam diretrizes e políticas similares. Da mesma forma, é preciso dar atenção especial a setores críticos, principalmente o estoque.

O controle de mercadorias à disposição para venda deve servir tanto para a loja virtual como para o e-commerce. E essa integração exige sinergia entre os setores de compras, vendas e marketing. Uma solução eficaz que vem sendo cada vez mais aperfeiçoada são os softwares de gestão empresarial, conhecidos pela sigla em inglês ERP.

Combinação de produtos e serviços

Também conhecido como varejo híbrido, essa tendência tem como objetivo reter clientes nos pontos de venda não só a partir de produtos, mas também na oferta de serviços que agregam valor ao estabelecimento.

No mesmo local onde se vendem objetos, existem também roupas e serviços, por exemplo, todos atendendo o mesmo perfil de consumidor. Aderir à serviços de revenda de recargas, passagens de ônibus, créditos no Google Play, pagamento de contas, entre outros, pode favorecer ainda mais suas vendas em 2018.

Automatização de processos

Assim como já tratamos do CRM e do ERP, esses e outros softwares estão dominando os processos do varejo para trazerem serviços mais eficientes e permitirem o foco da força humana em tarefas mais estratégicas.

Sistemas de controle e gestão são mais ágeis que o trabalho manual, dando um ganho de tempo e evitando erros humanos que impactam na redução de custos. Gestão de estoque, emissão de notas fiscais, pedidos dos fornecedores e outras atividades já são feitas por meio da inovação tecnológica, grande aliada do mercado e cada vez mais acessível para pequenas e médias empresas.

Sustentabilidade

Uma tendência identificada pela TrendWatch para 2018 foi a sustentabilidade, ou seja, encontrar novas fontes de valor que não prejudiquem o meio ambiente e eliminar qualquer desperdício de recursos. O que antes poderia parecer apenas um luxo, se torna cada vez mais uma necessidade para os negócios.

Produtos sustentáveis e empresas que estejam genuinamente preocupadas com o meio ambiente continuam conquistando a preferência dos clientes. Pesquisas recentes mostram que quem compra prefere opções ecológica e socialmente sustentáveis. Implementar projetos que se movam nessa direção junto com os ideais de seu negócio faz a diferença para o mundo e para seu bolso.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *