Capital de giro: o que é isso e como manter o seu?

capital de giro

Ao criar um negócio, existem dois tipos de investimentos principais: os investimentos fixos e os recursos de início de operação. Os investimentos fixos são necessários para montar o negócio, como projetos, obras, equipamentos, móveis, utensílios e todos os demais desembolsos necessários à instalação do negócio.

Já os recursos necessários para o início da operação são os valores que irão cobrir as despesas iniciais, antes da obtenção das primeiras receitas. Esta disponibilidade financeira inicial é utilizada para adquirir o estoque de matéria-prima e produtos acabados, salários e todas as outras despesas operacionais da empresa por algum tempo.

Qual é esse tempo? A projeção de caixa futuro, previsão de entradas e saídas ao longo do tempo, é que vai mostrar como se comportam o saldo de caixa com o passar dos meses. Além disso, vai indicar o aporte financeiro necessário para suprir os déficits dos meses iniciais que se soma aos investimentos fixos para compor o investimento inicial do negócio.

Essas necessidades não cessam com o tempo, continuam ao longo da vida da empresa para continuidade da operação. Será sempre necessário estoque de matéria-prima, produtos processados, peças de reposição, suprir defasagens de entrada e saída de caixa em determinados períodos, pagar fornecedores. Por isso as reservas fazem parte do investimento inicial na montagem do plano de negócio.

Esta parte do investimento que se guarda em caixa para suprir as necessidades de despesa operacionais chama-se capital de giro.

Continue lendo “Capital de giro: o que é isso e como manter o seu?”

Compartilhe:

4 lições de trabalho em equipe para pequenas empresas

trabalho em equipe

As pequenas empresas dependem de seus talentos: descobri-los, nutri-los e retê-los. Mas o que isso significa exatamente? Conseguir as pessoas certas é tão importante quanto ter uma visão convincente e garantir que a conta bancária tenha o suficiente para cobrir a folha de pagamento.

Primeiro: certifique-se de contratar o talento certo. Em segundo lugar, crie um ambiente de confiança e respeito mútuos, para que as pessoas possam fazer seu melhor trabalho. E terceiro, invista tempo e pense no desenvolvimento de processos para ajudar essas pessoas (e sua empresa em crescimento) a realizar as coisas da maneira mais eficiente possível.

Continue lendo “4 lições de trabalho em equipe para pequenas empresas”

Compartilhe:

5 aperfeiçoamentos que seu negócio precisa fazer hoje

gestão empresarial

Hoje em dia, a tecnologia move os negócios. Enquanto esse fato nos faz acreditar que precisamos de toda a tecnologia disponível por aí, nem sempre isso é possível, especialmente para empresas menores. Entretanto, existem sim espaços em que seu negócio pode ser mais eficiente do que já é, custando menos tempo e recursos.

Continue lendo “5 aperfeiçoamentos que seu negócio precisa fazer hoje”

Compartilhe: