Análise de mercado: encontre quem está te procurando

Sabe aquela história de não ir ao supermercado quando você está com fome? A razão para ela é óbvia: quando você tem fome, é mais provável que compre coisas por impulso. O risco de que você leve algo que você não precisa é maior, mesmo que isso não vá diminuir sua fome instantâneamente.

A mesma coisa é verdadeira para tudo o que queremos comprar ou vender. Vender água para uma pessoa com sede, educação para quem busca conhecimento, remédios para quem está debilitado é muito mais fácil e satisfatório do que ter que persuadir alguém para que perceba que precisa se importar com a diferença que você quer fazer no mundo.

Apesar de parecer óbvio, muitos empreendedores ainda pecam por começar um negócio que não pega nas dores de quem precisa, não acerta o mercado em cheio, onde existe espaço, onde existem pessoas procurando por uma solução.

O que é análise de mercado?

Fazer uma análise de mercado antes de investir em qualquer ideia de negócio é a solução para essa questão. Parte do plano de negócios, é a partir dessa análise que você poderá reconhecer os gaps do setor que deseja atuar, as necessidades do seu público-alvo, o perfil da concorrência e quem são os melhores fornecedores.

O processo de trata de obter informações por meio de pesquisas da indústria e do público para entender os fatores que podem impactar no sucesso ou fracasso de seu empreendimento. Assim você compreende seu segmento, o potencial de atuação e seu posicionamento frente à concorrência.

Como realizar uma análise de mercado?

A primeira etapa de uma análise de mercado é a análise de gabinete. Nesse processo, você irá recolher dados sobre sua indústria em canais como jornal, internet, pesquisas já realizadas nas mídias em geral, reunindo todas as informações que conseguir sobre o que já foi e está sendo feito na área. É possível coletar dados confiáveis regularmente obtidos e organizados por entidades pública ou privadas. Estas informações podem estar em:

  • Prefeituras Municipais;
  • Secretarias de Estado;
  • Órgãos do Governo Federal;
  • Entidades de classe;
  • Universidades;
  • IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística);
  • Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas);
  • Associações comerciais, industriais e sindicatos;
  • Centros de pesquisa, cooperativas e agências de desenvolvimento;
  • Centros tecnológicos;
  • Jornais, revistas e publicações especializadas.

Depois disso, chega o momento da pesquisa de mercado. Uma boa pesquisa de mercado indicará quem e onde estão os seus clientes, assim como em qual momento eles estão mais inclinados a comprar os seus produtos ou serviços. Por isso é tão importante entrar em contato direto com esse público a partir de formulários para entender verdadeiramente quais são suas necessidades.

Esse tipo de pesquisa inclui perguntas diretas sobre o nível de serviço esperado, suas expectativas sobre o negócio, o mercado, o público, tanto pela perspectiva quantitativa (tamanho do mercado e quantidade de clientes), quanto qualitativa (perfil de consumo, estilo de vida, renda, faixa etária e etc).

Com a análise de mercado feita, você consegue garantir:

  • Melhor estabilidade financeira em investimentos;
  • Prevenção de crises e riscos;
  • Necessidade de capital;
  • Estudos de preços, prazos e negociação;
  • Diferenciais de negócio;
  • Projeções de mercado;
  • Inteligência corporativa para enfrentar desafios;

Você pode até estar apaixonado com sua ideia de projeto empreendedor e com o propósito que quer perseguir, mas de nada adianta começar sem pessoas que irão torcer e agir a favor do seu sucesso.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *