Aumente sua produtividade organizando o espaço de trabalho

Estar em um ambiente de trabalho organizado te ajuda a manter o foco no que importa e a garantir que sua produção aumente. Além disso, a organização da área onde você trabalha traz outras vantagens, como a otimização do tempo, já que você não perde minutos ou horas preciosas tentando encontrar alguma coisa; economia financeira, pois você não precisa comprar itens novos por ter perdido antigos; e até mesmo cria uma imagem melhor, informando que a sua empresa é organizada e de confiança. Pensando nisso, preparamos algumas dicas para te ajudar na organização do seu ambiente de trabalho:

Deixe o espaço livre se trabalha em casa

Se você é o profissional que faz home office, o ponto chave para manter a organização do ambiente é separar um espaço exclusivo para o trabalho, não misturando com itens que sejam da casa. Independente do tamanho da área destinada para o home office – pode ser uma mesa, um quarto ou um pedaço da sala, reserve este espaço para manter apenas os materiais e assuntos profissionais. Pode parecer complicado no começo, já que você está trabalhando na sua própria casa, mas é importante para você se manter mais organizado, concentrado e produtivo.

Concentre o máximo de informação no computador

Uma dica importante para manter a organização no ambiente profissional, manter o foco e evitar o retrabalho é concentrar o máximo de informações no computador. Por exemplo: se você faz anotações em papel para depois passar para o computador, por que não fazer direto na máquina? Deste modo, você evita o retrabalho e poupa minutos ou horas preciosas do seu dia. Outro ponto de vantagem em manter as informações no computador é você ter tudo concentrado em um só lugar, sendo mais fácil de você encontrar o que precisa e evitar o acúmulo de papel.

Organize seus livros

Alguns escritórios precisam manter livros de registro, cadastro, controle, entre outros, e, por isso, não podem deixar tudo concentrado em um computador. Com isso, acaba sendo normal os livros se acumularem em armários, mesas e prateleiras com o passar dos meses e anos. E para manter tudo organizado, é preciso realmente separar os livros que podem ser descartados daqueles que ainda são utilizados, destinando um local específico para estes e doando ou descartando aqueles. Ou seja, para manter o ambiente organizado é preciso abrir mão do que não se utiliza mais e ficar apenas com o essencial!

Divida as pilhas de papel

Outro material que costuma estar por toda a parte em um escritório e pode atrapalhar bastante a organização do ambiente são os papéis. Em cada canto pode haver contas, contratos, lembretes, anotações, correspondências, etc., e para conseguir organizar o espaço de verdade, é preciso separar estes itens. Você pode começar separando os papéis importantes para a empresa, dividindo-os em pastas e arquivando-os. Aqueles papéis temporários podem ser agrupados e descartados após determinada data. E aquela papelada de pendências do dia-a-dia? Estes papéis também podem ser agrupados e, assim que forem resolvidos, também podem ser descartados.

Elimine o excesso de materiais

Todo escritório mantém alguns materiais básicos e de uso comum, como folhas sulfite, lápis, borracha, caneta, grampeador, réguas… Para deixar tudo limpo e organizado, você pode começar primeiro com o descarte ou a doação do que não é útil. Deste modo, você elimina o que não faz mais sentido para o escritório e deixa o espaço livre para o novo. Os itens restantes e que ainda são necessários, podem ser separados em caixas organizadoras de tamanhos variados ou com divisórias e você pode agrupar estes objetos por tamanho, ou mesmo frequência de uso, por exemplo.

Compartilhe:

5 erros para evitar ao regularizar sua empresa como corporação

como regularizar uma empresa

O mundo dos negócios é uma das áreas mais divergentes, já que toda vez que uma nova tecnologia surge, ela visa como os empreendedores administrarão seus negócios com facilidade.

A estrutura do seu negócio hoje em dia determina como você deve executá-lo, como pagar impostos e a facilidade com que você pode se fundir com os outros para cortar a concorrência. Uma das estruturas de negócios que muitas pessoas desejam ter é formar uma corporação.

No entanto, alguns empresários incorporaram seus negócios e acabaram lamentando mais tarde. Por quê? É porque eles fizeram isso sem saber se era a estrutura certa para selecionar. A maioria daqueles que incorporaram seus negócios de maneira errada foram levados a uma falha irrecuperável da empresa. Então, quais são os erros mais comuns que alguns empresários têm cometido ao regularizar seus negócios? Aqui estão cinco delas:

Continue lendo “5 erros para evitar ao regularizar sua empresa como corporação”

Compartilhe:

Como empreender em 2019?

como empreender

À medida que entramos nos últimos meses de 2018, a maioria dos proprietários de empresas está ansiosa para terminar o ano com uma nota alta. Essa é também a hora de novos empreendedores olharem para o futuro e determinarem o que desejam alcançar para 2019.

Tenha em mente, ao desenvolver sua estratégia, de seguir o princípio de manter as coisas simples e práticas. Não complique o plano de como empreender, o processo ou transforme sua estratégia na Magna Carta.  Aqui estão 5 estratégias para ajudar você a começar:

Continue lendo “Como empreender em 2019?”

Compartilhe:

Gestão de riscos: quais são os principais cuidados para o comércio?

gestão de riscos

O cenário atual de gestão de riscos para qualquer setor é complexo e vasto. Novas medidas regulatórias entram em vigor a cada ano, novos produtos chegam ao mercado e novos canais de distribuição são desenvolvidos.

Em uma indústria como o varejo, os gerentes de risco têm a complexidade adicional dos riscos relacionados ao consumidor. Por isso, aqui está uma lista dos principais procedimentos a serem testados dentro do comércio para evitar problemas futuros.

Continue lendo “Gestão de riscos: quais são os principais cuidados para o comércio?”

Compartilhe:

Empréstimo para empresa: conheça as linhas de crédito para começar a empreender

emprestimo para empresa

Ao concluir um plano de negócio, para montar e manter em operação uma empresa você vai precisar de equipamentos, ferramentas, móveis, matérias-primas, realizar obras e tudo mais que esteja previsto no seu plano de investimentos.

Para fazer essas aquisições, ou você dispõe dos recursos, ou terá que obtê-los por meio de empréstimo para empresa. Esse empréstimo ou financiamento, na maioria das vezes, virá de um agente financeiro, bancos ou demais instituições de crédito.

Continue lendo “Empréstimo para empresa: conheça as linhas de crédito para começar a empreender”

Compartilhe:

O que é ROI e como medir o seu retorno do investimento?

o que é roi

O ROI ou retorno do investimento se tornou popular nas últimas décadas como uma métrica de propósito geral para avaliar as compras de capital, projetos, programas e iniciativas, e também investimentos em ações e o uso de capital de risco.

Como o ROI é popular e amplamente utilizado, no entanto, tomadores de decisão e analistas devem lembrar que muitos dos que produzem números de ROI têm uma má compreensão da métrica. Se informe abaixo sobre as implicações do ROI para sua empresa!

Continue lendo “O que é ROI e como medir o seu retorno do investimento?”

Compartilhe:

Capital de giro: o que é isso e como manter o seu?

capital de giro

Ao criar um negócio, existem dois tipos de investimentos principais: os investimentos fixos e os recursos de início de operação. Os investimentos fixos são necessários para montar o negócio, como projetos, obras, equipamentos, móveis, utensílios e todos os demais desembolsos necessários à instalação do negócio.

Já os recursos necessários para o início da operação são os valores que irão cobrir as despesas iniciais, antes da obtenção das primeiras receitas. Esta disponibilidade financeira inicial é utilizada para adquirir o estoque de matéria-prima e produtos acabados, salários e todas as outras despesas operacionais da empresa por algum tempo.

Qual é esse tempo? A projeção de caixa futuro, previsão de entradas e saídas ao longo do tempo, é que vai mostrar como se comportam o saldo de caixa com o passar dos meses. Além disso, vai indicar o aporte financeiro necessário para suprir os déficits dos meses iniciais que se soma aos investimentos fixos para compor o investimento inicial do negócio.

Essas necessidades não cessam com o tempo, continuam ao longo da vida da empresa para continuidade da operação. Será sempre necessário estoque de matéria-prima, produtos processados, peças de reposição, suprir defasagens de entrada e saída de caixa em determinados períodos, pagar fornecedores. Por isso as reservas fazem parte do investimento inicial na montagem do plano de negócio.

Esta parte do investimento que se guarda em caixa para suprir as necessidades de despesa operacionais chama-se capital de giro.

Continue lendo “Capital de giro: o que é isso e como manter o seu?”

Compartilhe:

Setores da economia: como se classificam as atividade econômicas

setores da economia

Todas as atividades desenvolvidas pelo ser humano para obtenção de um produto, bens e serviços destinados a atender às necessidades e desejos da sociedade são atividades econômicas.

As atividades econômicas podem ser divididas em três grandes setores levando em consideração os recursos utilizados, o modo de produção e produtos criados.

Continue lendo “Setores da economia: como se classificam as atividade econômicas”

Compartilhe:

5 pequenos negócios lucrativos para investir hoje

negocios lucrativos

Algumas pessoas nascem para serem empreendedoras. Elas têm uma independência que as torna absolutamente determinadas a ter sucesso sozinhas. Mas para muitos empreendedores, pode ser difícil decidir exatamente que tipo de negócio seria a melhor escolha. É difícil encontrar a ideia perfeita.

Se você está determinado a começar seu próprio negócio, você provavelmente conhece pelo menos estas duas coisas com certeza: você quer ser seu próprio patrão e quer ter lucro.

Você ainda está tentando encontrar a ideia de negócio certa para você? Inspire-se com as cinco ideias a seguir de pequenos negócios lucrativos para investir atualmente.

Continue lendo “5 pequenos negócios lucrativos para investir hoje”

Compartilhe: