Nome de empresa: você sabe como criar um?

Escolher um nome de empresa nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente quando o estabelecimento em questão é o seu. Mas esta dúvida é completamente normal, afinal esta escolha pode contribuir para o seu sucesso – ou fracasso. Pensando nisso, separamos um passo a passo que você pode seguir para saber como escolher um bom nome de empresa. Acompanhe:

Determine seus produtos ou serviços principais

Para ajudar a escolher um nome de empresa, o primeiro passo é definir quais são seus principais produtos ou serviços. Fazer esta separação pode te dar um caminho para seguir e não errar. Mas atenção: não escolha um nome que defina apenas um produto. Um dia sua cartela de produtos pode aumentar e o nome pode não fazer mais sentido para o negócio.

Defina sua missão, visão e valores

A missão de uma empresa é o motivo pelo qual ela existe. A visão fala sobre onde o seu negócio quer chegar. E os valores são a sua filosofia. Ter estas definições prontas são essenciais para a criação de um nome de empresa. Afinal, ele precisa representar o seu negócio, o que você vende, seu posicionamento, além de se destacar.

Faça um brainstorm

“Brainstorm” é um termo em inglês que significa tempestade de ideias. E é exatamente este o próximo passo para definir um nome de empresa. O ideal é você juntar sua equipe de trabalho para todos contribuírem. Mas, se você trabalha sozinho, pode pedir a contribuição daquele amigo criativo! Junte o máximo de ideias possíveis e não descarte nenhuma até o momento de definir o escolhido.

Pense em nomes curtos e simples

Muitas empresas escolhem utilizar nomes estrangeiros ou diferentes. Mas um bom nome de empresa é aquele fácil de memorizar. Ou seja: aquele que os consumidores poderão se lembrar primeiro ou com mais facilidade. Pense em nomes simples, curtos, descomplicados de entender e mesmo de escrever. Uma dica é recorrer ao dicionário ou pensar em uma combinação de palavras, por exemplo.

Evite usar termos regionais

Para escolher um nome de empresa, o empreendedor precisa ter a cabeça no futuro. Ou seja: um dia sua empresa pode crescer, se expandir para o Brasil todo ou, quem sabe, para outros países. E caso isso aconteça, um nome regional, que apenas o pessoal da sua cidade ou estado compreenda, pode ser problema! Então, na hora de nomear sua empresa, evite palavras ou expressões locais.

Não use seu próprio nome

Existem muitas empresas que utilizam o nome ou sigla dos sócios que a compõe. Mas essa ideia pode não ser a melhor para um bom nome de empresa. Isso porque, no caso de lojas, comércios ou empresários pouco conhecidos, um nome próprio pode atrapalhar no futuro. Afinal, caso você abra outros empreendimentos, o clientes sempre te associarão apenas com o primeiro negócio.

Pesquise se o nome escolhido está disponível

Depois do brainstorm e de separar as melhores ideias, o passo seguinte é registrar sua marca. Mas antes você precisa verificar se as opções escolhidas estão disponíveis para uso e registro. Você pode buscar, por exemplo, no registro.br e verificar se o nome de empresa pensado já está sendo utilizado.

Registre o nome escolhido para sua empresa

Por fim, chega a hora de registrar o nome de empresa. E este passo é necessário para resguardar e assegurar todo o investimento que você realizou. Hoje em dia existem aplicativos e sites  onde você pode fazer o registro de forma prática e sem burocracia. E mesmo que este processo seja um pouco demorado, vale a pena! Porque você terá uma licença que durará por 10 anos e terá sua marca protegida.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *