Transformação digital para pequenas empresas

Milhares de empresas que basearam desde sempre suas estratégias em recursos internos estão voltando os olhos para os clientes e suas reais necessidades. Nesse ciclo de compreensão e antecipação das necessidades do público, as inovações tecnológicas são o principal instrumento.

Construir novas possibilidades de crescimento a partir da disrupção e transformação digital demonstra o amadurecimento do mercado para entregar aquilo que o cliente realmente precisa, da melhor forma possível.

O que é essa tal de transformação digital?

A revolução digital deixou evidente uma necessidade por transformação dentro das empresas. A consequência de não fazer parte desse movimento é ficar estagnado em um ponto que não se sustenta mais diante da competitividade e velocidade do mercado.

A transformação digital se trata justamente dessa formação de novos modelos de negócio, voltados para o cliente, ágeis, flexíveis. Não se trata apenas de implantar pequenas estratégias ligadas à tecnologia, é sobre mudar toda a cultura das organizações para uma abordagem inovativa e ampla.

É sobre entender que o mercado bem sucedido não funciona mais tanto sob a lógica da oferta, mas sim da demanda. É preciso compreender o surgimento de escalas por parte da demanda, das necessidades do público consumidor, para criar valor e ofertar a este público. Para isso é preciso enfrentar a incerteza, as mudanças sociais, tecnológicas e de consumo. Mas como entrar nesse processo sendo uma pequena empresa?

Como funciona a transformação digital nas pequenas empresas?

Não adianta ficar só assistindo esse movimento acontecer, é preciso mergulhar junto com ele. Hoje e cada vez mais, a competitividade de qualquer negócio depende da incorporação das mudanças em curso, mesmo que isso seja tarefa árdua.

A vantagem das pequenas empresas é que mudanças estruturais possuem um risco proporcionalmente menor. Trocar o sistema de gestão pode trazer problemas, mas você consegue resolver imprevistos manualmente devido à reduzida quantidade de pedidos, por exemplo.

O primeiro passo é abraçar esses testes a partir da agilidade e especialização. Se você trabalha em um nicho específico, a oportunidade de ultrapassar a concorrência com iniciativas pequenas é ainda mais garantida.

A adoção da tecnologia, ponto que parece o mais temido dentro das pequenas empresas em razão do orçamento e das mudanças que gera, é uma ferramenta essencial nesse processo. São as tecnologias que permitem que a transformação digital ocorra de maneira mais fácil e quantitativa.

É a partir de sistemas de gestão, incorporação de métricas e softwares processuais que você poderá obter transparência e atualizações em tempo real dos resultados de cada mudança. A tecnologia aumenta a produtividade da equipe, facilita a comunicação, reduz erros e auxilia na velocidade das transformações.

O segredo é pensar nesses instrumentos de forma estratégica, sem adotar uma ferramenta de gestão que não se encaixe com a cultura e os propósitos do seu negócio. Para definir essa estratégia, faça três perguntas pensando nessa lógica de mudança:

  1. Onde estamos atualmente?
  2. Aonde queremos chegar?
  3. Como é que vamos chegar lá?

Liderar sua equipe em direção da transformação digital pode ser um caminho lento, mas é a melhor escolha que você pode tomar pela saúde do seu negócio.

Para saber mais como as Fintechs estão revolucionando o mercado, leia artigo do nosso CMO, Adriano Meirinho

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *